@Ler é um risco, arriscas-te?

Combate o vírus da desinformação

A partir da leitura extensa de excertos de textos de Descartes (“Meditações sobre a filosofia primeira”) e Hume (“tratado da Natureza Humana” e “Investigações sobre o entendimento humano”), aos alunos foi proposto um exercício de aplicação: mobilizar os conhecimentos adquiridos sobre a fundamentação epistémica do conhecimento como crença verdadeira e justificada para ler, interpretar e refletir sobre fenómenos atuais como os dos movimentos negacionistas. Peças jornalísticas, em texto e vídeo, textos de opinião e textos informativos, em formato digital, foram propostos aos alunos para leitura e seleção de informação. A partir da reflexão, os alunos, em grupo, tinham de elaborar uma carta de princípios de atuação universal, de aplicação individual, social ou ambas. Os princípios deveriam fundar-se em conceitos epistémicos dos autores de referência (Descartes e Hume, a que se acrescentou o princípio do dano de Stuart Miil) e salientar o valor ético e epistémico da verdade no combate à desinformação.
A infografia que se apresenta reúne os elementos melhor conseguidos de todos os grupos, desde o título, ao #tag, aos princípios de atuação, às categorias de enquadramento, as quais foram enunciadas por cada grupo no momento da apresentação e discussão oral.
Plano de aula disponível AQUI no Aprendiz de Investigador.
 
Partilhar em:
Visitas à página (Total): 237 - Visitas à página (Hoje): 2